domingo, 27 de setembro de 2009

Mora?




Acho que Renato teve uma feliz percepção, quando expressou a idéia de que 'você me diz que seus pais não lhe entendem, mas você não entende seus pais', pois esta tradução simultânea de pai pra filho é na verdade inexequível!
Há algo mais difícil do que fazer seus pais entenderem os seus gostos cinematográficos, ou pior, musicais?! Se pra você é tarefa fácil e você tira de letra, por favor preciso de aulas intensivas o mais rápido possível.
Deveras é esta dificuldade para nós, filhos, imagine para eles que viveram algum tempo a mais de que nós e com toda certeza acreditam que a verdade estão com eles, só pelo simples fato de terem mais experiência, e claro, por nós termos sidos criados por eles, tendo assim que segui-los nas suas opiniões. Mas aí, dão de encontro com seres, que apesar de terem sidos retirados do seu ventre, criam suas próprias conclusões e divergem no seu modo de pensar! Já imaginou a surpresa que deve ser este choque de 'culturas'?
Com certeza vocês não só imaginam, como já passaram na pele por isto! Mas este encontro cultural é, como qualquer outro, ótimo para nossa visão de cidadãos contemporâneos. ou não?
Se bem que nenhuma 'boyzinha' tira o brilho de um 'broto'. Como nenhum 'morô' ofusca 'é uma brasa, mora?', e vice-versa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário