quarta-feira, 16 de junho de 2010

Invasão.

Sou um vazio. E um inteiro. Sou passageiro como as festas na rua de Fevereiro. Sou rigosijo. Sou a dor da perda de quem se ama. Sou o adeus dito quando se quer ficar e a saudade que bate de quem não quer lembrar. Eu sou o cheiro que te traz recordações. A música que faz chorar. O silêncio forçado da madrugada. Sou o som da solidão se aproximando. Sou o aconchego. O sorriso do vencedor. A lua cheia dos namorados. O filme romântico. O beijo apaixonado. Sou a angústia disfarçada de sorriso. A alegria de reviver. A emoção do sonho realizado. Sou petála, espinho, caco de vidro, nó. Confusão. Ilusão. Bobeira. Romântismo, Naturalismo e Barroco. Sou Barroco. O pecado, o perdão e o Apocalypse. Sou a corda lascada do violão. A composição em decomposição. O sotaque pernambucano. O dialeto brasileiro. Sou maracatu estilhaçado no meio de rua. Sou frevor. Sou rés pública. Sou utopia. Senso comum. Ideologia.
Sou sonho.
Sou sonho.
Sou sonho.

domingo, 6 de junho de 2010

Agora.



Agora. É disso que estou vivendo. Agora dá tempo de escrever, tempo de cuidar de mim, de ler tudo que queria há tempos, agora dá tempo de amar.
Se antes tempo era coisa que, como estrela cadente, quase nunca conseguia enxergar, agora o tenho de sobra.
Meu corpo já sente a leveza da palavra tempo.
Para essa resolução, comecei tirando algumas coisas que não me faziam bem. Tirei alguns modos e manias que tinha, tirei pensamentos e lembranças que só faziam minha cabeça pesar. Logo depois resolvi algumas questões das quais não entendia, sobre mim mesma, e que me faziam simplesmente congelar. Achei o erro, desdobrei, apaguei as partes sem concordância, encaixei palavras novas e dei um ponto final. Então parti para a parte física, me desfiz do que não me servia mais e que na verdade só me fazia entrar mais ainda num labirinto complicado, enfim achei a saída e me fui. Enfim, leve. Ainda não feliz, mas leve.
O caminho para essa felicidade com certeza começa pela leveza.


Raíza Hanna, datado de 06 de abril de 2009.
(E ainda em tempo!)