sábado, 10 de agosto de 2013

Sucrilhos

Pois é, amor, e assim eu descubro porque eu queria fugir tanto d 'a gente.
Eu falo dessa dorzinha que começa a aparecer constantemente depois que a gente fica junto,
Falo da saudade que passa a habitar um lugar grande dentro de  mim e que incomoda todos os dias, do desconsolo de não poder acordar ao teu lado e te dar bom dia, da falta de tempo para fazermos aqueles planos pro futuro, do medo de ser esquecida.
Por isso fujo, amor. Covardia e somente. Covardia...