domingo, 22 de novembro de 2015

Marca de amor




um anel no meu dedo
e uma ferida no meu peito
é preciso lidar com ela por tanto amor
amor que me gerou
a falta da presença, não apaga a marca do amor
o aconchego dos braços macios e a pele branca
cheia de pintinhas
o melhor cheiro do Mundo ainda não saiu do meu nariz
[e nunca sairá]
dormir no chão, te esperando lavar a louça a noite,
te esperando pra me pôr pra dormir
enquanto escuto tua aliança batendo na porcelana de cada prato
[como eu amava esse som - ainda posso ouvi-lo]
não poder escutar Titãs e não lembrar de você, de cada detalhe
do teu sorriso [que sorriso!]
É olhar pra lua cheia, pra infância, pras fotos
é sentir parte de você sem estar
Feliz é me olhar no espelho e te ver [e como é triste!]
Feliz é quando alguém diz que cada dia mais me pareço contigo.
Te queria aqui pra... pra tudo.
É falar de ti no passado que a dor não passa
e a saudade me corrói.

Nenhum comentário:

Postar um comentário