quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Manhã

A fresta na janela me acorda, cedinho
e eu desperto, já inundada de amor,
como se ele pudesse entrar e fazer morada em cada poro aberto do meu corpo.
todo dia, acordo e te vejo ao meu lado,
ainda dormindo,
com uma perna em cima de mim,
ou de algum jeito, abraçado desajeitadamente pelo sono.
Todo dia,
acordo com a certeza de estar com o coração cheio,
devo ter secado o mar, e todos os outros corações cheios do Mundo,
o amor todo parece que agora mora em mim.
E eu pareço que agora moro em você.



Nenhum comentário:

Postar um comentário